Paloma Rosa

dnazelia1.jpg

 Paloma Rosa é uma mulher antiga. É uma mulher de hoje. É enigma e côa café na meia todo dia de manhã. 

Recomendo os escritos de Paloma Rosa:

Signo de fogo é fogo. É fogo, é raça. Fica ali quente, serpente, fumaça. Dura qual brasa que nunca se apaga. Cão fiel como um burro de carga. Ingênuo feito labareda que ascende o desejo do balão junino de voar. E pior que voa, voa longe e ascende fogueiras em outro lugar. E deixa marcas, rastros por onde passa. Ela acredita na verdade, mas se espanta porque pessoas queimam! Pessoas queimam como lagarta. Pessoas ardem como palavras e ela lambe. Lambe-lambe na praça. Essa mulher incendiária que por onde passa quer deixar sua marca. Ai, ai, essa pomba rosa, vermelha, fumaça. Paloma viva que fuma no banco de uma praça, enquanto lembra do poema de Bandeira: “Amor – chama, e, depois, fumaça…”

www.palomarosa.wordpress.com

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s